terça-feira, 27 de julho de 2010

A LEI DO MAIOR ESFORÇO

Bom, desta vez estou aqui para começar um movimento pela lei do maior esforço.

Sim, você está lendo direto... é pela lei do MAIOR esforço mesmo!!

De onde tiramos a idéia de que fazer o básico está bom?? Quando aprendemos que não tem problema não darmos o melhor de nós mesmos?? E, principalmente, como vivemos dessa forma e achamos que está tudo bem??

Chega! Estou brigando pela lei do maior esforço!

Brigando para divulgar a idéia de que fazer menos do que o nosso melhor é trair à nós mesmos, é aceitar pouco, é auto-sabotagem.

Porque não dar sempre o seu melhor? Assim, logo de cara mesmo, na primeira vez... Não aceitar de você menos do que você sabe que você é capaz de fazer.

Megulhar de corpo e alma em tudo que você se envolve, e cobrar mais de você mesmo em tudo que você faz...

Pense bem, seu mundo não seria melhor se todo mundo desse sempre o melhor de si mesmo??

Que tal começar a mudança por você? Nem é tão difícil assim, é só você se cobrar a...

... ser o melhor profissional que você pode ser;
... ser o melhor pai/ a melhor mãe que você pode ser;
... o melhor esposo/ esposa;
... o melhor irmão/ irmã;
... o melhor cidadão;
... o melhor motorista...

... Enfim, é só recusar-se a se contentar com a mediocridade... Afinal, porque ser medíocre quando você pode ser fantástico??

O problema maior é que as pessoas querem grandes resultados com pouco esforço. Temos uma sociedade inteira querendo a grandeza mas agindo de forma pequena... Onde foi que se aprendeu que isso é possivel??

Vale lembrar: "Expectativas normais exigem resultados normais, expectativas extraordinárias exigem esforços extraordinários"

Ouse sonhar o extraordinário, e faça esforços extraordinários para tornar seus sonhos realidade!

Junte-se ao movimento pela lei do maior esforço!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

MEU CACHORRO É UM GATO DISFARÇADO!!!!!

Ontem, com conversa com uma das pessoas que trabalham comigo, fui despertada pra uma realidade surpreendente e impactante:

MEU CACHORRO É UM GATO DISFARÇADO!!

Explica muita coisa... Exceto talvez o fato de ele gostar muito de tomar banho... mas até aí... também não conheço muitos cachorros que sejam chegados num banho...

Veja só...

O Freud (o cachorro, não o pai da psicanálise) odeia passear... o negócio dele é comer e dormir... nada desse negócio de exercícios não... ele não nasceu pra isso...
Sim, ele até pega a bolinha quando jogamos, pelo menos na primeira vez (afinal de contas, ele está infiltrado na minha casa como um cachorro... precisa disfarçar); mas após pegar a dita cuja ele não volta para te entregar... Ele pega, vai para outro lugar e torce pra você não pegar a bola pra jogar novamente... E se, por acaso você, inocente, fizer isso (achando que ele vai adorar a brincadeira), ele simplesmente ignora... Quem vc pensa que é pra querer que ele fique correndo atrás de uma bola... que brincadeira mais boba...

Ele não nasceu pra essa vida de cachorro... corridas atrás de bola, bagunça, rolar na terra... nada disso... O mundo dele é apartamento... almofada... prato...filet mignom a gente não dá não... mas bem que ele ia gostar... Alguma semelhança com uma música cantada pela gata dos Saltimbancos?? Não se enganem, NÃO é mera coincidência...

Bom, ele não gosta de brincadeiras... mas curte bem um carinho... se derrete todo, se joga no chão e mostra a barriga, e pede, pede não... exige mais quando você pára...

Ele morde, e não arranha. Mas, mas uma vez, ele está fingindo ser um cachorro... tem que agir como tal... Mas a maioria das pessoas que não gosta de gatos diz que eles são traiçoeiros... como o Freud, e morde sem avisar...

Como um  gato, ele é tirano... O rei do pedaço...nada disso de amigo fiel, de gravitar ao redor do ser humano não... Nós estamos aqui pra satisfazer suas necessidades... comida, na hora que ele quer, carinho, sempre que ele quer... e o resto do tempo deixe ele dormir e não encha o saco... Claro, ele abana o rabo e vem nos receber na porta, como um bom fingidor... Pra gente não desconfiar...

Aí vcs me perguntam: mas por que um gato iria fingir que é um cachorro??
Bom, sei lá, isso acho que nem Freud (o psicanalista, não o cachorro) explica!!