segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

São tantas emoções...

E a gente sabe que é forte, mas às vezes esquece o quanto...
Sabe que tudo passa, mas às vezes nos sentimos presos num momento que nãoquer ir embora...
A gente às vezes sabe que vai dar tudo errado, e ainda assim não resistimos à tentação...

Ser humano é assim mesmo... Complicamos as coisas por total inabilidade de simplificarmos... Porque, cada vez mais, acredito que as coisas são simples, nós é que as complicamos demais... Nós e nossas muitas emoções...

Já dizia o rei "o importante é que emoções eu vivi", mas, por mais que concorde com ele, acho que em alguns momentos a lição é aprender a não viver a emoção... Não entenda não viver por negar, não é disso que estou falando, estou falando da difícil habilidade (ao menos para mim) de colocar as emoções a distância para podermos analisar as coisas como são, e não com a lente de aumento das emoções...

Eu não sou minhas emoções. Minhas emoções não são a realidade... Elas são pura e simplesmente aquilo que elas são - emoções - e, por isso, apenas uma pequena parcela do todo... Mas essa pequena parcela, se não tomarmos cuidado, pode transbordar para o todo, e guiar nossas ações, nossos pensamentos e se tornar todo nosso eu...

Aprendendo a lidar melhor com isso, vamos aprendendo que não somos todos iguais... A importância que dou às coisas é diferente da dada pelas pessoas ao nosso redor, e, se entendermos essa simples verdade e conseguirmos controlar a mania que nossas emoções negativas têm de nos afirmar que nós estamos certos, e os outros estão errados, conseguimos respeitar mais as pessoas, não levar tudo pro pessoal, deixando que fatos e acontecimentos externos conduzam nossas instáveis emoções para cima e para baixo, e se, em momentos difíceis, não conseguimos ainda manter a alegria e a felicidade, encontramos ao menos uma tranquilidade que vem da aceitação das diferenças e da enorme força que conquistamos quando conseguimos conduzir nossas emoções ao invés de sermos conduzidos por elas.

E assim tenho encontrado minha maior força