segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Como você mede sua vida hoje?

Solte a música para ler este post (tradução no final)






O sol nasce trazendo um novo dia
Um dia novo não merece já começar manchado pelas velhas preocupações.
Deve ser uma página em branco; mais uma oportunidade para que você tenha o melhor dia de sua vida.
Hoje, e amanhã, e depois... Cada dia traz essa promessa de realizações, conquistas e alegrias.
Não há nada do passado que mereça o desperdício do agora. O que passou, passou. O que foi feito já foi feito e não dá pra voltar atrás. O que não foi feito já passou também... Não há dois momentos iguais, duas oportunidades iguais...
O mundo muda a cada segundo, e o único momento sobre o qual você tem algum controle é o agora; e este agora passa rápido, muito rápído.

Aceitar que tudo passa é o primeiro passo para encontrar a paz, para entender o quão valioso é cada momento de nossas vidas; o quanto é inútil tentarmos controlar o passado ou o futuro.
Tentar fazer isso é deixar-se controlar por este passado ou este futuro, e perder a melhor época de nossas vidas.

 E apesar disso tudo ser muito lógico, e fazer muito sentido, ainda assim vamos vivendo atromentados pelo passado e fazendo planos para o futuro. E passamos muitos nos nossos dias no nada, na rotina, na mesmice...

O que você fez por você hoje?
O que aprendeu?
O que fez de novo?
Onde você se superou?
Quais desafios venceu? Quantos medos venceu?
O quanto você riu ou fez alguém sorrir?

A vida não devia ser medida em tempo, em  minutos, horas, anos... Quem começou a medir o tempo desta forma não entendia nada da vida.
A vida devia ser medida em momentos especiais.

Imagina a diferença que isso iria fazer no mundo... se as pessoas aprendessem a medir seu tempo não em quantos anos faltam para a aposentadoria, quantos dias para o final do ano, quantas horas para ir para casa, quantos anos desde que nasci; mas em sorrisos divididos, em lições aprendidas, sonhos compartilhados, medos vencidos, metas alcançadas... Dá pra imaginar um mundo assim??

Criar um mundo melhor é algo de terá que passar por estas mudanças. Mudanças de paradigmas, mudança nas formas que vivemos e entendemos o mundo até agora.

Que diferença essa mudança poderia fazer na sua vida??

Como você mede a sua vida hoje???


Música: Seasons of Love (do Músical e Filme - RENT)

Quinhentos e vinte e cinco mil e seiscentos minutos
Quinhentos e vinte e cinco mil momentos tão bons
Quinhentos e vinte e cinco mil e seiscentos minutos
Como você mede, mede um ano?


Em dias - em pores-do-sol
Em noites - em copos de café
Em centímetros - em quiolômetros
Em risos - em discussões

Em - quinhentos e vinte e cinco mil e seiscentos minutos
Como você mede um ano da vida?


Que tal com amor?
Que tal com amor?
Que tal com amor?
Meça em amor


Temporadas de amor
Temporadas de amor


Quinhentos e vinte e cinco mil e seiscentos minutos
Quinhentos e vinte e cinco mil jornadas a planejar
Quinhentos e vinte e cinco mil e seiscentos minutos
Como você mede a vida de uma mulher ou um homem?


Em lições que ela aprendeu
Ou nas vezes que ele chorou
Nas pontes que ele ergueu
Ou da maneira que ela morreu

Agora é hora - cante
Apesar da história nunca terminar
Vamos comemorar , nos lembrarmos de um ano
Na vida dos amigos


Lembre-se do amor
Lembre-se do amor
Lembre-se do amor
Meça em amor


Meça
Meça sua vida em amor
Temporadas de amor
Temporadas de amor

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Sobre amor e amizade

"Foi o tempo que perdeste com tua rosa que fez tua rosa tão importante" - Antoine de Saint-Exupéry em O Pequeno Príncipe.

Acredito que o amor é um sentimento eterno. É algo tão forte, tão avassalador que, uma vez que se ame alguém, torna-se impossível desamar. O amor é assim, algo que não se desfaz, um caminho sem volta em direção ao que temos de mais próximo da perfeição. O mais próximo que podemos chegar de Deus. A maior prova disso é que o amor não exige recíproca, não exige nada do ser amado. Para amarmos alguém é preciso apenas amar.

Não estou falando de paixão. Já me apaixonei e desapaixonei várias vezes. Isso nada tem a ver com amor, embora algumas vezes os sentimentos se encontrem em uma única pessoa. Já me apaixonei por pessoas que amava, e por pessoas que nunca amei. E amo muitas pessoas pelas quais nunca fui apaixonada. Não é do amor romântico que vou falar hoje, é do AMOR, assim, com letras maiúsculas.

Mas, e a amizade?? Será que ela tem essa força toda??

O que é um amigo?? O que faz a gente dizer que alguém é nosso amigo? E ressalto aqui que falo de amigos, e não colegas, conhecidos...

Amigo é aquela pessoa que faz parte da nossa vida; aquela pessoa na qual podemos contar sempre. Aqueles com quem dividimos nossas alegrias e tristezas, nossos bons e maus momentos. Aqueles que nos conhecem muitas vezes melhor do que nós mesmos. Aqueles com quem nos preocupamos e que preocupam-se com a gente.

"Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta" - Achei esta definição perfeita.

E aí, dar pedacinho de chão ou pedacinho de céu dá muito mais trabalho do que disponibilizar um espacinho dentro do coração... Amor é sentimento, e não exige nenhum esforço além de amar. Amizade é relacionamento, e relacionamento exige esforço, dedicação, tempo. E este esforço, tem que ser das duas partes.

Sim querido, longe é um lugar que não existe fisicamente; mas existe nos muros que criamos, nas barreiras que se formam e nos laços que se quebram quando deixamos de nos dedicar, compartilhar e estar lá para àqueles que amamos. Quando optamos por não perder tempo para fazê-los ou mantê-los tão importantes em nossas vidas.