quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Anônimo

Oi... tudo bem?
Hoje é você que está por aqui em meus pensamentos...

Estranho né? Depois de tanto tempo... Fazia muito tempo desde a última vez que você tomou conta assim dos meus pensamentos... Mas, ainda assim, pode entrar, fique a vontade, a casa é sua... como costumava ser...

Reli alguns dos seus e-mails hoje... Não todos, apenas alguns... Muitos foram apagados quando chegou o fim, pra eu não lembrar... pra doer menos... Nunca consegui aprender que isso não funciona... rs. Que o ato impulsivo de apagar os vestígios nem ao menos me deixa mais forte...rs. Quem sabe um dia aprendo...

Fiquei pensando em quantas histórias de amor acabam assim, deixando apenas alguns emails na caixa de entrada e mensagens anônimas no blog, em tantos textos escritos especialmente pra você... Ei, junte mais esse a sua coleção... esse também é seu... :)

Senti sua falta hoje... sinto isso de vez em quando... acho que não é verdade aquela história que ninguém é insubstituível... algumas pessoas são... não no que fazem, mas no jeito especial de fazê-lo... A forma como você conversava comigo era só sua... não dá pra substituir isso... Algumas outras coisas também não dá... A gente se acostuma a ficar sem, mas isso não significa que elas não façam falta de vez em quando...

Mas não foi triste a minha saudade... exceto pelo seu silêncio... Seria bom saber de você de vez em quando... "Saber que você é feliz", como dizia a música... e como sempre lhe disse que merecia ser...
E então? Está feliz? Que coisas boas têm acontecido na sua vida?? Talvez tenha parado de fumar... (não, eu não desisto nunca)... rs

Mas lembrar de você é sempre bom, e é sempre com um sorriso nos lábios que eu o faço... E sim, me lembro de você com frequência... lugares, pessoas e músicas me lembram você... e cada vez que meus pés baterem nos de alguém por baixo da mesa, acho que vou lembrar de você...rs... Algumas coisas marcam a gente, mesmo sem querer...

Bom, acho que já está na hora de você ir, né? Já passou muito tempo aqui comigo, em meus pensamentos, e a vida segue, e a gente tem que cuidar... Mas pode voltar se quiser... a porta está sempre aberta pra você... E algumas pessoas ganham o direito de entrar sem bater...

:)