sexta-feira, 27 de junho de 2008

Abismo




Composição: Ana Carolina e Jorge Vercilo
Bem daqui onde estou
já não dá pra voltar
Nas alturas do amor
onde você chegar
Lá eu vou
E o que mais a fazer
a não ser me entregar
a não ser não temer
O abismo em seu olhar
ou é mar?
O seu olhar...

Não há precipícios
na vertigem do amor
Só descobre isso
quem se jogou

Não sou eu que me faço voar
o amor é que me voa
E atravessa o vazio entre nós
pra te dar a mão
Não sou eu que me faço voar
o alto é que me voa
Meu amor é um passo de fé
no abismo em seu olhar

Ah, ah, ah...
No seu olhar
Ah, ah, ah...
Me vejo andar no ar
lá no abismo lindo
no seu olhar
Ah, ah, ah....

Dia Branco



Dia branco

(Geraldo Azevedo e Renato Rocha)
Se você vier
Pro que der e vier comigo
Eu lhe prometo o sol
Se hoje o sol sair
Ou a chuva
Se a chuva cair
Se você vier
Até onde a gente chegar
Numa praça na beira do mar
Num pedaço de qualquer lugar
Nesse dia branco
Se branco ele for
Esse tanto, esse canto de amor
Se você quiser e vier
Por que der e vier comigo

Eu acredito em... amor

Eu acredito no amor.

E falar isso hoje em dia é mais ou menos como falar "eu acredito em duendes", ou fadas, ou no Papai Noel e Coelhinho da Páscoa... mas sim, eu acredito no amor...

E não me importa quantras vezes meu coração se parta em mil pedacinhos... Não importa quantos amores não correspondidos... Eu sempre insisto em seguir acreditando... Mas porque??

Acredito no amor, e mais ainda, acredito na incondicionabilidade (se é que isso é uma palavra) do amor. Acredito que uma vez que amemos uma pessoa, nos é impossível deixar de amá-la. O amor é mais forte que os erros, que as imperfeições humanas... o amor É; assim, sem explicação, sem porquê, sem deixar nenhuma possibilidade de fuga... E ainda assim insistimos em tentar fugir, em negá-lo, em construir muros para não deixar o amor entrar...

E é cada vez mais frequente ver as pessoas relacionando amar à um olhar de pena, alguma expressão de apoio do tipo "poxa, vc está amando... Não se preocupa não, vc vai superar isso"... Deus, quando foi que amar passou a ser assim tão negativo... sinônimo direto de dor e sofrimento???

Acredito no amor como algo lindo; mesmo quando não correspondido. Acho incrível a capacidade de doação, compreensão e entendimento que o amor nós trás. Acho fantástico perceber que temos potencial para sentiremos algo tão grandioso, tão perfeito...

Eu acredito no amor... E se mais pessoas acreditassem, o mundo seria um lugar muito melhor.